Como Traçar Metas Motivadoras

Como Traçar Metas Motivadoras

Quero conversar com você sobre motivação e metas.

Eu vejo muitas pessoas falando que simplesmente não são motivadas, vão levando a vida e empurrando com a barriga. Sobre isso eu falei ontem…sobre o prego do cachorro que não doía tanto assim.

Eu quero te perguntar porque que você levanta da cama de manhã?

Quando você acorda, você acorda animado com vontade de sair, fazer, de realizar um monte de coisas? Mudar a sua vida e das pessoas, fazer melhor, expandir ou você levanta pra fazer todas as coisas todo dia e chegar no fim do mês, se tiver sorte ter um pouquinho de sobra pra fazer alguma coisa que você gosta? Eu quero te apresentar um conceito das Metas. As Metas ABC, esse conceito é do Bob Proctor e é muito interessante, eu vou te explicar.

A primeira questão é, você tem metas? Ou simplesmente vai levando a vida e deixa a vida te levar? O grande filósofo pensador Séneca tem uma frase que eu gosto muito que é: “Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe onde ir”.  Se você não sabe pra onde você quer ir, nada vai te ajudar como Paulo Coelho fala…os astros conspiram a seu favor.

Não tem Astro que conspira a teu favor se você não tem meta! Então, primeiro ponto é ter meta. O Bob Proctor fala que tem 03 tipos de metas. A meta tipo A é a meta mais pobrezinha, é a meta que você já sabe o que fazer. Ele dá um exemplo de uma pessoa que chegou pra ele e disse…. Ah! Eu quero trocar de carro! Muito bem, que carro você quer? Vamos abrasileirar a história, pra ficar mais fácil!

Eu quero um Gol novo! Ótimo, e você tem carro hoje?
Tenho sim.
Que carro você tem?
Eu tenho um gol.
Ele falou assim…você tem um gol e quer outro gol?
Quantos anos tem o teu carro?
Tem 04 anos.
Já está na hora mesmo de trocar!
Você comprou ele zero?
Sim.

Então nesse caso, você já sabe comprar um carro zero! Você vai ter uma meta daquilo que você já tem? Isso não vai te motivar pra sair da cama de manhã. Meta não é uma coisa pra você simplesmente ter mais. Mesmo que você coloque uma meta que seja um bem material, elas são feitas pra você crescer, se evoluir. Quando você põe uma meta que tá além daquilo que você tem, você tem que fazer mais coisas, tem que expandir o seu ser.

Você primeiro é, pra depois ter. Não é o inverso. As vezes a gente confunde, ah! Quando eu tiver eu vou ser! Tem que ser, pra ter!

Meta A, são os seus resultados atuais. Essa meta não vai te motivar, ela é confortável porque você já sabe como funciona.

Subindo um pouquinho, é a Meta tipo B. É a meta onde você está um pouco fora da tua zona de conforto. Quando você sai da Meta A para B as pessoas que te rodeiam, vão ficar incomodados. Eles não vão querer que você cresça, não por mal, eles vão te puxar pra baixo, eles gostam tanto de você que não querem que você vá embora.

Nessa Meta, você não vai ter suporte e vai ser um pouco mais difícil. Aqui é uma Meta que você vai ter que planejar. Se você quer comprar um carro, um carro maior, mais caro, talvez tenha que fazer algumas restrições, trabalhar um pouco mais, economizar. Qualquer que seja o plano, você sabe como chegar lá. Vai conseguir visualizar o caminho todo.

Eu tô aqui, eu tenho que chegar aqui e eu sei que pra mim passar esse caminho eu tenho que fazer isso…isso…isso.

Vai exigir um pouco de esforço, mais energia e mais sacrifício, mas eu sei qual é o caminho. Aqui, você sabe que você é capaz.

Essa Meta é a melhor que tipo A, mas ainda não é uma Meta que te dá aquela vontade, aquele tesão, aquela coisa que você sai da cama pulando.

E aí então, sobrou a Meta C, que é meta que vai te realizar, é o que você quer no fundo do teu coração, é o que você fala…nossa! Como eu gostaria de ter isso!

Ah! Se eu pudesse ter! Ah! Se eu pudesse ser isso! O que você quer verdadeiramente. Essa Meta que você tem que buscar. É a Meta da fantasia, é aquela hora que você sonha de olho aberto e fica viajando, sonhando e depois cai na realidade como se isso fosse só sonho.

Na Meta A e B é tudo lógico, na C é tudo fantasia, imaginação…não é lógico, e é esse tipo de Meta que vai fazer você crescer muito e vai de dar uma realização absurda. Aí você fala assim…ah! mas essa meta é muito difícil! Com certeza não é fácil. Nessa meta você não tem ideia de como chegar lá, nem por onde começar e tudo bem, funciona assim mesmo.

Tem um ditado que diz…. Se você não sabe o caminho vai devagar!

É como se você fosse para uma viagem para um lugar que você nunca foi, mas você tem um mapa e você sabe mais ou menos qual é a direção, não sabe o caminho exato mas tem um norte, tem um fim onde você quer chegar.

Você está lá e tem uma neblina danada, não consegue enxergar nada. O que você faz? Diminui a marcha e vai devagarzinho, não para. Cada passinho que você dá a estrada começa a se abrir. Você começa a enxergar um pouquinho mais para frente e aí dá mais um passo e a estrada abre mais um pouquinho e você acha. Chega numa bifurcação e você não tinha visto a 10m atrás e agora está vendo então decide vir pra cá ou pra lá, vai devagarzinho, mas vai chegar lá.

Essa Meta, você não sabe como chegar lá, não vai chegar sozinho. Vai precisar de pessoas que te apoiam, aquelas que já chegaram lá ou que estão comprometidas com isso também. São pessoas que vão te ajudar e que vão acreditar em você, não basta só você acreditar, você tem que convencer.

Mas não é difícil porque se você quer muito e está conectado com o seu propósito de realmente atingir essa Meta, você vai se conectar com pessoas que também acreditam e então vai conseguir liderar e influenciar as pessoas pra te ajudar ou caminhar juntas.

A jornada do herói, aquela que vimos nos filmes e é clássica, é aquela que o herói não sai do lugar comum e vai pra uma aventura e encontra muitos desafios e não sabe o caminho e acha pessoas que querem atrapalhar, mas também faz amigos no caminho e por algum motivo, as pessoas ajudam ele. Todo herói chega lá no final e volta para o lugar de onde saiu e com a meta realizada. Isso se expande pra todo mundo e as pessoas se beneficiam daquilo que ele fez.

Então é essa meta que você tem que buscar, fantasia na sua cabeça, é totalmente irracional, é fora do aceitável. Aqui vale lembrar da história do Edmund Hillary que em 1951 resolveu escalar o Monte Everest que até então nunca ninguém tinha conseguido chegar e descer com vida. Ele decidiu que ia e quem era ele? Era um simples apicultor, cuidava de abelhas. Ele colocou isso na cabeça e fantasiava com isso.

Então em 1951 ele foi e não conseguiu, em 1952 ele foi de novo e fracassou novamente e em 1953 ele foi junto com um sherpa que era o guia que carregava as malas. Com certeza quando ele definiu essa meta na Nova Zelândia, na fazenda de abelha, as pessoas devem ter falado que ele era louco, que ia morrer lá ele não deu ouvido. Chegou lá, encontrou um sherpa e os dois conseguiram chegar e descer com vida. Foram os primeiros a conseguir esse feito.

Dali pra frente um monte de gente já conseguiu, e é mais comum porque ele já foi, já ficou lógico e tudo que você vê hoje na vida um dia foi irracional. Você tá me vendo pela internet, mas um dia alguém sonhou com uma câmera, com uma internet, com uma casa, com um carro, com telefone.

Um dia isso foi totalmente fora do racional, e a hora que alguém disser que você é louco você está no caminho certo. Isso quem disse foi o Flávio Augusto do Geração de Valor, é uma pessoa que eu admiro muito por tudo que ele é e por tudo que conquistou.

Então, procure uma meta que te dê vontade e diga para as pessoas que você é louco mesmo.

Tantas pessoas fizeram loucuras e conseguiram, não vá sozinho e não vai ser fácil não! Vai falhar numa vez, na outra, na outra…mas uma hora chega lá, tem que ter persistência!

Tenha motivação ainda que demore anos pra conseguir chegar na sua meta!

Espero que você tenha gostado, deixa um comentário.

Se acha que pode ajudar alguém de alguma forma, compartilha. Vai estar me ajudando e ajudando as pessoas.

Obrigado e até a próxima!

Para mais sacadas de PNL acesse:
http://bit.ly/ssl-vip

1 comentário


  1. Realmente, a visualização dos sonhos é o primeiro passo para alcancá-lo!! Muito bom!!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.