Você está se Autossabotando?

Pode parecer estranho, mas a maioria das pessoas muitas vezes agem contra seus próprios interesses…
O comportamento de autossabotagem pode ser identificado quando não existe nenhuma explicação lógica ou racional para que você não possa ou não consiga fazer algo que você realmente quer fazer ou para que você não consiga alcançar uma meta por exemplo.

E eu não estou me referindo a falta de desejo, habilidades, conhecimento ou esforço. Você pode querer verdadeiramente uma coisa, saber o que precisa ser feito e até ter as habilidades necessárias para fazer aquilo que precisa ser feito, MAS… não é isso que está te impedindo. Em vez disso, tem algo dentro de você que é mais forte do que o seu desejo e sabota seus esforços para conseguir aquilo que você quer.

Você pode estabelecer uma meta e ter em mente os benefícios que você terá ao atingir aquela meta, no entanto… o comportamento de autossabotagem entra em ação e destrói sua motivação para fazer as coisas que você sabe que precisa fazer para alcançar o objetivo, criando assim um conflito interno.

Todo mundo se autossabota de vez em quando. Isso é bem normal e está tudo bem.

O problema é quando a autossabotagem atrapalha nossa vida ao ponto gerar sentimento de culpa, frustração, depressão e ansiedade.

COMO SABER SE EU ESTOU ME SABOTANDO?

É possível reconhecer facilmente se estamos tendo comportamentos de autossabotagem quando experimentamos a sensação de um “conflito interno” entre você querer fazer alguma coisa e ao mesmo tempo sentir que você não pode, não deve ou até mesmo não se sente motivado suficiente para fazer isso.

Toda vez que você se pegar dizendo para você mesmo: “Eu quero muito fazer isso, mas… (eu não posso / eu não deveria)!” você pode estar experimentando um conflito interno causado pelo comportamento de autossabotagem. Portanto, se você realmente quer fazer ou ter alguma coisa, mas simplesmente não consegue – e não existe uma razão “real” que te impede – você muito provavelmente está se autossabotando!

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DOS COMPORTAMENTOS DE AUTOSSABOTAGEM?

A autossabotagem pode se manifestar de muitas maneiras diferentes e em níveis diferentes de severidade. Por exemplo, se você tem sonhos e até chega a traçar o caminho para conseguir realizar, mas na hora de tomar as ações necessárias algo faz você criar empecilhos para não tomar as ações… este é o conflito interno da autossabotagem!

Ou, por exemplo, você realmente quer expandir o seu negócio ou carreira, mas evita se expor a novos clientes e se retrai por medo de rejeição ou exposição, ou ainda se concentra em atividades de menor valor que ocupam o seu tempo sem gerar resultados, este é um conflito interno de autossabotagem.

A seguir você pode ver, e talvez identificar em você mesmo, alguns possíveis comportamentos de autossabotagem que podem estar impedindo você de ter/fazer aquilo que você realmente quer.

Você está se autossabotando se …

* Começa a desenvolver alguns projetos, para no meio e não termina nenhum.
* Você procrastina as tarefas importantes que realmente vão produzirão resultados.
* Você se vê paralisado pelo perfeccionismo.
* Você sabe quais são as coisas mais importantes que devem ser feitas (enviar email, ligar para clientes, desenvolver produtos, networking…) mas você constantemente faz outras coisas ao invés das importantes.
* Você consegue atingir seus objetivos e logo depois coloca tudo a perder e destrói tudo que construiu.
* Você não acredita na sua capacidade e diz para si mesmo que não é suficiente.
* Você acredita que não merece.
* Você se preocupa muito com o que os outros vão pensar de você se você for muito confiante na sua autopromoção, promoção dos seus produtos ou do seu negócio.
* Você não dá continuidade em qualquer ideia por tempo suficiente para que ela comece a gerar os resultados esperados.
* Você tenta uma ou outra coisa que não funciona muito bem e deixa a decepção e o desânimo tomarem conta e para de persistir.
* Você fala para si mesmo que as suas “desculpas” para não fazer as atividades importantes são razões “reais “.
* Você se deixa desanimar por acreditar que é muito difícil ganhar dinheiro na atual situação economia.
* Você não estabelece metas específicas para guiarem seus esforços e decisões na direção que você quer ir.
* Você estabelece metas baseado naquilo que você acha que os outros querem de você.
* Você fala muito e realiza pouco.
* Você comete os mesmos erros repetidamente.
* Você caiu e apanhou tantas vezes que já sente dificuldade de se levantar e tentar de novo.
* Você tem um produto ou serviço que quer vender, mas acredita que ninguém vai ver valor nisso.
* Você não consegue nem imaginar como VOCÊ pode ser ou ter aquilo que você quer.
* Você tem tantas ideias que é praticamente impossível escolher uma e iniciar.
* Você sabe que tem potencial para conseguir muito mais na vida, mas tem medo do fracasso (ou do sucesso).
* Você gostaria de procrastinar menos e realizar mais.
* Você constantemente evita fazer as coisas importantes da sua lista de “a fazer”.
* Você precisa se forçar a se manter comprometido com seus objetivos.

Mas por que uma pessoa normal, ou uma parte dela, destruiria seus próprios sonhos e se colocaria em uma situação de sofrimento?

Isso tem a ver como nossa mente foi programada para funcionar. E a boa noticia é que dar para mudar isso.

A questão é que geralmente nos não temos nem a consciência dessa programação que vai contra nossos desejos… e não entendemos por que agimos dessa forma … 

Existem programações muito enraizadas em nossa mente totalmente inconscientes e ai está o “X” da questão.

A grande sacada é você trazer a tona, descobrir mais a fundo a grande razão desse conflito interno acontecer com você e assim fazer o alinhamento interno para estar a favor dos seus reais objetivos e desejos, sem que haja resistência e conflito.

Eu uso um processo para esse tipo de reprogramação, por exemplo, que vai bem no inconsciente… buscar a raiz da questão e por isso é muito eficiente.

 As vezes você vai descobrir por exemplo como a Márcia que sempre dizia que gostaria de empreender e abrir um negócio, mas vivia dando desculpas para não começar e procrastinando as tarefas mais simples, ou mesmo após começar alguma nova empreitada logo desistia porque estava programado para valorizar mais a segurança e estabilidade do emprego público do que os benefícios como liberdade e dinheiro que um novo negócio poderia lhe proporcionar.

Ou mesmo como o Alexandre, um exemplo mais extremo, que perdeu mais de um milhão de reais abrindo uma loja em shopping após ter acumulado essa quantia como lucro de transações imobiliárias bem sucedidas em poucos anos. Só depois do estrago estar feito que descobriu que ele tinha uma programação interna de que dinheiro fácil é dinheiro sujo e por ter ganhado aquele dinheiro de forma tão fácil e prazerosa, ele não era merecedor. Ele tinha que “ralar” muito, trabalhar “de sol a sol” para ganhar o dinheiro suado… Por isso arrumou uma maneira (inconscientemente) de se livrar do dinheiro.

Veja com isso pode ser limitador… E muita gente passa a vida toda assim…

Por isso o é importante, primeiramente, identificar se isso acontece com você e claro depois ir mais a fundo para resolver esse conflito.

A FORMA MAIS COMUM DE AUTOSSABOTAGEM

Você sabia que uma das formas mais comuns de autossabotagem é a procrastinação?

Adiar tarefas, ações, projetos que são realmente importantes pra você é um dos mais usuais comportamentos de autossabotagem…

A grande parte das pessoas sabem o que elas têm que fazer, até conseguiriam tempo para fazer, mas ainda assim não fazem o que tem que fazer… e ficam nesse ciclo negativo da procrastinação.

Eu possuo uma vídeo aula onde eu me aprofundo mais sobre isso em que eu ensino:

  1.  A maneira mais eficiente de superar a procrastinação totalmente.
  2. Os dois motivadores universais que, quando você dominar e estiverem a seu favor, vão fazer toda a diferença na sua vida.
  3. Como ter foco mental, energia e motivação para seguir seus objetivos e projetos mesmo quando você não se sentir “inspirado” ou sua força de vontade acabar.

Se você deseja saber mais sobre esta aula clique no link abaixo.

Acesse a aula Aqui. (este conteúdo é 100% gratuito)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *