PNL para ansiedade funciona ? Veja como a PNL pode ajudar

Muitos terapeutas têm usado exercícios de PNL para ansiedade, conseguindo melhorar a qualidade de vida de seus pacientes. Em excesso, esse sintoma pode levar a problemas mais graves como depressão e doenças físicas como úlceras e problemas neurais.

A ansiedade está presente na nossa rotina diária. Todos nossos compromissos geram um pouco desse sentimento que, em níveis menores, é um estimulante para alcançarmos nossas metas, porém quando ela se torna muito consistente e sempre presente é preciso tomar cuidado para não deixar que atrapalhe a vida. A Síndrome do pânico é um agravante dos processos de ansiedade e é um estado mental muito sério.

Por estar diretamente ligada com nossos pensamentos a ansiedade pode ser controlada com exercícios de PNL. A prática tem conseguido resultados positivos em muitos casos e possui técnicas fáceis que podem ser incorporadas às atividades diárias sem fazer com que a pessoa sinta ainda mais ansiedade por estar fazendo um tratamento específico.

A maioria dos exercícios que servem para a ansiedade, podem ser usados em outros casos, o que desvincula a prática de ser considerada uma terapia mais profunda.

 

Usando PNL para controlar ansiedade

As pessoas que tem na ansiedade um verdadeiro problema, costumam acreditar que as coisas tem um perigo maior do que realmente possuem, o segredo está em conseguir pensar que o perigo não existe, pelo menos, não na escala que elas imaginam.

A primeira coisa que terapeutas e especialistas em PNL aconselham a fazer em processos de ansiedade é identificar o gatilho que faz a pessoa se sentir ansiosa. Descobrir em quais situações a ansiedade aparece, para analisar a situação e ver o que é possível mudar, no que concerne, à produção da situação que leva ao processo ansioso.

Depois de identificada a situação e o gatilho que leva à ansiedade, é preciso fazer exercícios de ressignificação. Esses exercícios mudarão o foco do processo ansioso. Perguntas como “porquê isso me deixa ansioso ?” “O que isso significa realmente em minha vida, para me deixar assim ?” são feitas para encontrar o centro disparador da ansiedade e fazer com que a pessoa possa encontrar e entender o que faz com que fique ansiosa.

Ressignificar quer dizer dar um novo significado aos gatilhos que disparam a ansiedade, fazer com que mudem para momentos de relaxamento ou prazer. Comparar os processos que se desencadeiam com coisas do cotidiano que provocam as mesmas sensações: o suor das mãos por exemplo, também pode ser comparado às mãos molhadas quando são lavadas. Imaginar situações normais que também tragam as sensações de quando a pessoa está ansiosa.

Depois disso é hora de criar crenças mais positivas para dissociar o padrão da ansiedade, exercícios de visualização e mentalização feitos antes de dormir e, ao levantar, são poderosos e eficazes nesse sentido. Ao levantar, pergunte-se as 3 coisas mais importantes que espera do dia, e ao deitar pergunte-se as 3 coisas mais importantes que realizou no dia.

Enxergando dessa forma conseguirá não sentir tanta ansiedade em processos simples e sempre terá uma forma de realizar melhor as tarefas rotineiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.