O Jogo mais Importante que Você TEM que Ganhar

Jogo Interno 

 

 Na década de setenta Tim Gallwey escreveu o livro: “The Inner Game of Tennis (O Jogo Interior/Interno do Tênis) ”.

Ele era coach de tenistas e ele percebeu que o que definia se o jogador ganharia ou não, não era necessariamente a técnica ou a habilidade dele, mas sim o jogo interno.

Em qualquer esporte (ele começou com tênis) o jogador joga dois jogos: o externo, onde ele tem um oponente, regras, quadra, raquete, etc.; e tem o jogo interno, que é o dialogo interior, onde ele pensa: “será que eu vou ou não vou? ”.

Em qualquer esporte, nos negócios, na vida, na família, com você mesmo, nós sempre estamos jogando esse jogo interno, além do jogo externo, do comportamento, do ambiente.

O Tim Gallwey dizia que todo jogo é determinado principalmente pelo jogo interno, como você acredita e aí volta aquela frase do Henry Ford: “se você acredita que você pode, isso é verdade; se você acredita que não pode, também é verdade”. E isso aconteceu comigo.

Fiz um treinamento de imersão e paralelamente levando meus negócios digitais e acabei entrando em uma competição. E nessa competição era importante pra mim ganhar, só que havia um competidor muito forte e a minha primeira reação, que é o jogo interno ou o diálogo interno foi: “Ia ser muito legal eu ganhar, mas esse oponente é muito forte, eu não sei se vou conseguir, estou desfalcado, com poucos recursos…”; me veio esse diálogo interno. A princípio “Eu gostaria…” mas eu quis desistir.

Não! Eu quero ganhar, eu posso ganhar. Vou fazer o meu melhor! Se eu vou ganhar eu não sei, mas eu vou jogar o meu melhor jogo!

E no momento de decisão pensei: “Eu vou entrar pra ganhar! ”, e esse foi o momento da virada. E u fiz o que podia, o meu melhor e mais um pouco, aquela milha extra, afinal, meu oponente era mais forte que eu: “Não sei qual o jogo dele, se vai jogar pra ganhar, mas ele é nitidamente mais forte que eu. Mas não interessa! O que eu posso fazer pra ser melhor que eu mesmo? ”. E eu fiz!

Arrumei uma estratégia, fui criativo e fiz algo melhor. Eu sabia que estava indo bem ao longo desta competição, mas ainda não sabia se ganharia ou não.

Na noite anterior ao anúncio do resultado dessa competição, eu estava em paz comigo mesmo: “Eu não sei se vou ganhar ou não, mas sei que fiz o meu melhor e eu estou bem comigo mesmo”. E antes de saber o resultado, eu me senti vitorioso, porque eu ganhei o jogo interno.

Eu comecei o jogo como derrotado: “Eu gostaria…, mas é muito difícil… eu não vou conseguir…”; “Dane-se tudo isso! Vou fazer o meu melhor e jogar pra ganhar! ”

E quantas vezes na vida a gente deixa oportunidades passarem, simplesmente porque não acreditamos muito na gente, que a gente pode e fica dando desculpas: “isso não dá tempo… não dá… não tem chance…”. Não! Joga pra ganhar!

Eu joguei pra ganhar e estava satisfeito, não estava ligando para o resultado: “Ganhei meu jogo interno! ”.

Resultado da competição: Ganhei! Ganhei o jogo interno e o jogo externo!

Mas se tivesse ganho somente o jogo interno já estaria feliz!

Essa sacada pra mim fez uma grande diferença. Às vezes a gente conhece as coisas cognitivamente na cabeça, mas o Jeff Zeig diz que temos que tirar da cabeça e levar ao coração, ao músculo. Conhecimento é só rumor até que chegue aos músculos.

Nesse momento eu fiz isso. Trouxe esse conhecimento para o músculo, apliquei e eu ganhei. Foi show de bola! Mas o principal foi ganhar o jogo interno.

Então, presta atenção no seu jogo interno. Quantas vezes na sua vida você está perdendo no jogo interno, apesar de ter condições, e você sempre tem condições de fazer melhor do que tem feito.

O que seu diálogo interno está falando? Está te fortalecendo, te encorajando, está te suportando em suas vontades, necessidades, seus desejos, em seus sonhos ou ele está te diminuindo, te deixando de fora? Você está ganhando ou perdendo seu jogo interno.

Quando você ganhar seu jogo interno, eu tenho certeza que você vai conseguir tirar recursos de onde você nem imagina. Você vai conseguir ter criatividade pra fazer a milha extra, fazer algo diferente e conseguir resultados diferentes.

Legal?

Se você gostou desse conteúdo, comenta, compartilha!

Ah, inscreva-se também em meu Canal do Youtube!

Até a próxima, valeu!

André Sampaio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.