Como Superar o Medo de Rejeição

SSL#10 – COMO SUPERAR O MEDO DE REJEIÇÃO

Opa, aqui é o André Sampaio, do Superando Seus Limites e do CONAPNL.

E eu quero fazer uma pergunta hoje: “Você tem medo de rejeição?” Pois, é. Se tem, não tem problema nenhum. Muita gente tem. Eu mesmo tenho e já tive muito mais.

Eu estou perguntando isso por que é uma pergunta que eu recebo muito das pessoas, que é uma limitação, uma dificuldade que elas querem superar. E no CONAPNL do ano passado, de 2014, eu recebi um feedback muito bacana, muito positivo, eu recebi um e-mail de uma pessoa que participou do congresso que assistiu à palestra do Owen Fitzpatrick. E nessa palestra, ele dá um significado para a rejeição que é: rejeição é a falta de informação que a outra pessoa tem sobre você.

Ou seja, se a outra pessoa está, teoricamente, te rejeitando, é preciso saber se ela está realmente te rejeitando ou se você está interpretando isso como uma rejeição. Pode ser que a pessoa acordou em um mau dia, dá um oi torto e você fala “Ah, ela não gosta de mim. É comigo.” Não, talvez não seja. Talvez seja a pessoa simplesmente passando por um mau dia.

Mas foi interessante que essa pessoa mandou um e-mail falando que a partir dessa palestra do Owen Fitzpatrick no CONAPNL onde ele falava que a rejeição é a falta de informação que a outra pessoa tem sobre você, ela conseguiu só com isso já fazer uma porção de ressignificações no histórico dela. Ela lembrava da vida dela e falava assim “Olha, realmente, a pessoa não tem a informação total sobre mim”. Então ela conseguiu superar esse medo.

Não só o medo, mas muitas questões que ficaram mal resolvidas na história dela em função de uma ressignificação, que foi essa. Eu posso te falar que foi interessante lidar com rejeição por que é algo ruim, trava muito a gente, você lidar com a rejeição e viver com o medo da rejeição é uma meleca. Ele te trava, te impede de fazer as coisas, te impede até de ser você mesmo.

E o que é pior: você acaba sempre tentando agradar as outras pessoas pelo medo da rejeição. Às vezes, a gente tenta agradar e aí que não agradamos mesmo. As pessoas querem autenticidade, as pessoas querem a verdade, querem um relacionamento verdadeiro, não querem alguém que fique fingindo e sendo aquilo que o outro espera. Isso não funciona, não resolve.

Para você ter uma ideia, eu por muito tempo tive esse medo muito forte de rejeição. Eu posso dizer que eu eliminei ele, mas se eu estou aqui na frente dessa câmera é por que eu estou enfrentando esse medo, está muito mais controlado, né?

Eu não acredito que o medo vai embora, mas que a gente domina ele de alguma forma. Por que no momento em que estou me expondo aqui, eu estou me expondo para milhares de pessoas e potenciais pessoas que vão me rejeitar.

Curiosamente, quando eu estava começando, para mim foi uma dificuldade fazer vídeos quando eu entrei nesse negócio online; nesse mundo online eu precisava fazer vídeos para transmitir a minha mensagem e para mim era muito difícil me expor, me colocar na frente de uma câmera, falar para uma câmera, sabendo que milhares de pessoas vão assistir, e vão criticar, e vão falar, e vão pensar.

Então no começo, no primeiro hangout que eu fiz, foi um hangout teste com um amigo, pouca gente assistiu e eu tive uma crítica dura em relação a mim pessoalmente, a pessoa me criticou nos comentários e eu consegui ressignificar aquilo naquele momento, eu tomei aquilo não como uma rejeição, mas como um feedback.

Eu falei “Realmente, eu não estava tão preparado para fazer isso, eu poderia ter feito melhor. Legal o feedback, eu vou ver para melhorar nos próximos vídeos, nas próximas entrevistas, nos hangouts.” E eu lembro que eu peguei aquilo e falei assim “Olha, legal eu ter uma rejeição.

Por que eu não conheço ninguém que é bem-sucedido, ninguém que tenha uma exposição, que atingiu o sucesso e que não tem críticos.” Pode ver, não tem alguém que esteja em uma posição de destaque que não tenha críticos, que não tenha alguém criticando, não tenha os haters. Então eu falei: “Bom, se tem um hater, se tem alguém falando mal de mim, então é um bom sinal. Quer dizer que eu estou crescendo.”

Então essa foi uma ressignificação que eu fiz e que me deu forças para continuar. Em vez de me travar e eu dizer “Meu Deus do céu, eu fui criticado. A pessoa não gostou do que eu falei”. E tem outra coisa: para cada pessoa que fala mal, dez pessoas gostaram e não falam bem.

Então, quer dizer, se uma pessoa falou mal, tem dez pessoas que gostaram nada. Então eu continuei fazendo os meus vídeos e crescendo e tentando melhorar. E, curiosamente, duas ou três semanas depois, eu recebo um e-mail de uma pessoa falando bem de mim, do meu material, do meu vídeo, da forma como eu expus e tudo.

E a minha esposa, que trabalha aqui comigo, a Bia, ela até falou “Nossa, mas esse nome eu conheço.” Não é aquele cara que criticou você naquele vídeo do hangout? Aí eu fui ver e era a mesma pessoa. Olha só que curioso!

A mesma pessoa que me criticou em um momento, semanas depois me elogiou e me deu um feedback positivo. Então isso foi uma lição muito grande para mim sobre receber uma rejeição, né? Por que eu poderia ter pego aquela crítica e falado assim “Nossa, isso é uma rejeição! Ele não gosta de mim, ninguém gosta de mim! As pessoas não estão gostando do que estou fazendo e eu não vou fazer mais!”

Isso poderia ter me travado. Mas, não. Eu consegui ressignificar e continuar e acabou sendo a mesma pessoa dando um feedback positivo semanas depois. Isso me fez ter mais certeza de que não tem jeito de você agradar a todo mundo. Eu já ouvi algumas vezes, agora eu não me lembro de quem, que o segredo do sucesso eu não sei qual é, mas o do fracasso é tentar agradar a todo mundo.

Então o medo de rejeição não te leva a nada. Se você não controlar e superar esse medo, você vai ficar travado. Medo de rejeição é um problema sério, ele te trava e te paralisa. O medo paralisa, né? A gente tem que enfrentar. O medo é bom, desde que você não fique paralisado com ele. Você o enfrente. Você continue andando, apesar do medo.

Então é isso aí, uma ressignificação simples do Owen Fitzpatrick: rejeição é a falta de informação que a outra pessoa tem sobre você. Então, se você está se sentindo rejeitado, veja se há mesmo uma rejeição. Talvez não seja, talvez a pessoa esteja em um mau dia. Ou então talvez ela não tenha as informações suficientes sobre você por que com certeza quem conhece você, gosta de você.

Então se a pessoa está te rejeitando, talvez ela não conheça você bem o suficiente para entender as suas intenções, os seus motivos, o que você tem para mostrar, o que você tem de bom.

Então é isso aí.

Se você gostou desse vídeo, clica aqui em “gostei”, “curtir”.

Se você acha que esse vídeo tem algum valor para alguém que você conhece, que pode ajudar alguém, compartilha.

Deixa o seu comentário aqui embaixo; se você tem alguma pergunta, alguma sugestão de tema, alguma coisa que você queira saber, alguma coisa que você queira que eu fale aqui. Deixa aqui nos comentários.

Se você ainda não está inscrito no meu canal do YouTube, inscreva-se. Te vejo na próxima. Um abraço.

Para mais sacadas de PNL acesse:
http://bit.ly/ssl-vip

1 comentário


  1. Bom Dia André. Já falei em outra vez da importância do teu trabalho o qual acompanho e tem realizado muitas dadivas na minha vida como enfermeira. Deus te ilumine sempre.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.