Como aprender PNL da maneira correta ?

Um dos principais desafios é saber como aprender PNL corretamente. Essa dificuldade está baseada no surgimento de inúmeras vertentes que “supostamente” são transmitidas para as pessoas como práticas da metodologia, perdendo em alguns momentos as premissas principais da neurolinguística.

Com a descoberta dos resultados positivos apresentados por muitas pessoas e que foram conseguidos através da PNL, uma orda de terapeutas, psicólogos e outros profissionais começou a reivindicar a prática da metodologia para suas respectivas ciências. A primeira coisa que precisa ficar clara quando se fala de programação neurolinguística é, que ela não faz parte de nenhuma ciência, é uma disciplina que ajuda aprimorar todas as outras.

Partindo desse princípio é preciso separar devidamente as práticas de PNL baseadas nas premissas básicas, das diferentes aplicações que são feitas com essas práticas dentro de áreas específicas como psicologia e outras terapias que visam estudar e aprimorar a mente humana.

Também é preciso ficar claro que o estudo de PNL, é aberto a todas as pessoas e que não é necessário possuir um diploma acadêmico de nenhuma espécie, para aprender e praticar as técnicas de neurolinguística.

O que é PNL – Programação Neurolinguística

Partindo dessas informações básicas, podemos dizer que PNL é uma maneira eficaz de acessar e melhorar os processos mentais dos indivíduos, independentemente de raça, religião ou classe social. Veja abaixo 3 dicas para aprender PNL da maneira correta.

1 – Conhecer as premissas básicas

Para diferenciar os estudos de PNL básicos das aplicações que são feitas por profissionais específicos é preciso conhecer profundamente os pressupostos básicos da metodologia. Tendo em mente esses conceitos e aplicando-os religiosamente é mais difícil perder o foco e acabar se envolvendo ou declinando para algum outro tipo de aplicação. Existem várias premissas, veja abaixo as principais:

  • Não existem fracassos, apenas resultados.
  • Se alguém pode fazer algo, outra pessoa também pode faze-lo.
  • Cada pessoa, faz a melhor escolha para ela a cada momento.
  • O mapa não é o território.
  • Todo comportamento tem uma intenção positiva.

2 – Estudo focado

No começo dos estudos, é importante focar na literatura específica dos conceitos básicos. Tendo conhecimento profundo das técnicas e pressupostos sem uma aplicação específica, é mais fácil integrar as práticas em situações comuns do dia a dia ou ainda voltar esse conhecimento para uma área especial da vida. Muitas pessoas usam os recursos da PNL apenas para auto-conhecimento, tornando as aplicações especiais um estudo desnecessário.

3 – Escolha a fonte corretamente

Se quiser aprender sobre a PNL como um todo, escolha fontes de informações idôneas que se baseiem nos pressupostos básicos da metodologia. Procure livros, blogs e vídeos que sejam produzidos por profissionais “trainers” que possuem formação para ensinar as práticas para outras pessoas. Essas pessoas produzem material básico da metodologia, sem manterem foco em nenhuma aplicação específica, ou seja, a forma correta de usar as técnicas em qualquer situação.

Em qualquer campo de estudo humano existirão vertentes diferentes de aplicação e entendimento de conceitos, já que cada pessoa enxerga o mundo à sua volta de forma diferente. Conhecer as bases da PNL trará um conhecimento amplo que poderá ser desenvolvido, mais tarde, em áreas específicas conforme a necessidade do aprendiz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.